Venda de álcool gel cresce quase 100% em farmácias da capital

Para se prevenir contra a gripe A (HIN1), além de procurar pela vacina, a população também tem corrido para encontrar álcool gel. A procura na última semana cresceu mais de 100%, o que fez com que o produto se esgotasse nas drogarias e farmácias da capital, obrigando as mesmas a reforçarem os estoques.

A bancária Fabiana Bandeira, de 34 anos, conta que, nos últimos dis, já procurou o álcool gel em todas os estabelecimentos do Centro de Goiânia, mas não encontrou. “Tenho um em casa e levo outro para o trabalho, que acabou. Por trabalhar em contato direto com as pessoas, é preciso prevenir, principalmente porque nós goianos temos a mania de pegar na mão e abraçar uns aos outros para cumprimentar”, diz.

Ontem à tarde, Fabiana fechava a encomenda de um frasco do produto na Drogaria Pague Menos, no Centro, onde, segundo o vendedor, deve chegar amanhã. O gerente da loja, Leandro Nunes Mota, conta que comercializa frascos de 100 ml a 840 ml, com preço entre R$ 5 e R$ 29. Com o estoque zerado, ele diz que reforçou o pedido para garantir quantidade maior do produto.

“Antes do surto, vendíamos cinco unidades por dia. Na última semana, subiu para mais de 10. Por isso, já solicitamos no centro de distribuição, no mínimo, 100 frascos para toda a semana”, afirma Leandro.

Com falta do produto para comercialização, drogarias de todas as regiões da capital trabalham para garantir estoque. Na Drogaria Vida Nova, no Setor Marechal Rondon, diante da grande procura, foi preciso reforçar o depósito. Já na Droga Raia, do Setor Aeroporto, o gerente da loja, Marcos Barros, explica que a reposição é realizada diariamente e que a procura deve elevar as vendas para até 20 produtos por dia.

Prevenida, a professora Maria do Rosário de Lima, 40 anos, conta que faz estoque em casa com produtos de prevenção, como álcool gel e repelentes. “Movida pelo medo do mosquito Aedes aegypti, responsável por transmitir doenças como a dengue, febre chikungunya e o zika vírus, vou à farmácia antes que os repelentes acabem”, diz.

PROCON NOTIFICA CLÍNICAS POR PREÇO ABUSIVO NA VENDA DE VACINA

A procura pela proteção contra a gripe A (H1N1) tem movimentado também os postos de vacinação na capital. Através de denúncias feitas por consumidores sobre o elevado preço da vacina, o Procon Goiás notificou seis clínicas e laboratórios que comercializam a vacina: Clidipi, Climipi, Padrão, Ymuni, Atalaia E Unimed.

Apenas no Centro de Vacinação Unimed da Unimed Goiânia, são vacinadas 800 pessoas diariamente. A vacina custa R$ 90 para quem tem o plano e R$ 130 para os demais. Todas as empresas notificadas terão prazo de 10 dias para apresentar defesa.

O Procon Goiás solicitou ainda a apresentação das últimas cinco notas fiscais de compra das vacinas, que serão comparadas com as notas relativas aos meses (março e abril) que ocorreram a maior demanda em 2015, bem como o valor de venda.
fonte: O Popular

29 thoughts on “Venda de álcool gel cresce quase 100% em farmácias da capital

  1. Este site é realmente fascinate. Sempre que consigo acessar eu encontro coisas incríveis Você também vai querer acessar o nosso site e descobrir detalhes! Conteúdo exclusivo. Venha saber mais agora! 🙂

  2. And services to classify plague : Serial a inkling as a remedy for pad, an air-filled pyelonephritis or a benign-filled generic viagra online to affect with lung, infections quantity and surgical shape should. viagra buy viagra online usa

  3. Este site é realmente fabuloso. Sempre que consigo acessar eu encontro coisas diferentes Você também pode acessar o nosso site e descobrir mais detalhes! Conteúdo exclusivo. Venha saber mais agora! 🙂

  4. Este site é realmente incrível. Sempre que acesso eu encontro coisas boas Você também pode acessar o nosso site e descobrir detalhes! informaçõesexclusivas. Venha descobrir mais agora! 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close