Alerta: Goiás registra mais de 6 mil acidentes por animais peçonhentos em 2018

Em 2018, foram registrados em Goiás 6.979 acidentes causados por animais peçonhentos. De acordo com dados do Centro de Informações Toxicológicas da Secretaria de Estado da Saúde de Goiás (CIT/SES-GO), os escorpiões foram responsáveis por 4.118 desses acidentes, o que corresponde 59% dos casos; as serpentes representam 16% dos casos, as aranhas 9%, as abelhas 5%, e outros animais peçonhentos, 11%.

No período chuvoso o índice de ocorrências é maior e a Secretaria Estadual de Saúde faz o alerta, principalmente para famílias que moram próximas a grandes áreas verdes. Para a coordenadora do CIT/SES-GO, Dilza Diniz Dias, a melhor forma de evitar acidentes é adotar medidas de prevenção. “Recomendo manter a casa e a área ao redor limpas, uma vez que o lixo e entulhos podem servir de abrigo para cobras e escorpiões. Se encontrar algum tipo de cobra ou escorpião, é preciso informar à secretaria de Saúde do município onde mora”, orienta Diniz. O cuidado deve ser redobrado para trabalhadores rurais e praticantes de ecoturismo.

Segundo a Secretaria, o depósito e acúmulo de lixo, entulhos e materiais de construção junto às residências podem servir de abrigo para os animais peçonhentos, como os escorpiões, que se alimentam de insetos como baratas. Ainda de acordo com a pasta, “as medidas de controle e manejo populacional de escorpiões baseiam-se na retirada/coleta dos escorpiões e modificação das condições do ambiente, a fim de torná-lo desfavorável à ocorrência, permanência e proliferação destes animais.”

Em caso de acidentes com cobras ou escorpiões, o indicado é lavar o local da picada com água e sabão e ir imediatamente a uma unidade de saúde mais próxima para tratamento adequado. Nesses casos, é necessário ainda entrar em contato com o Centro de Informações Toxicológicas da SES-GO, pelos telefones 0800 6464 350 ou 0800 722 6001. A ligação é gratuita e pode ser feita até por telefones celulares.

 

Fonte: Secretaria Estadual de Saúde de Goiás/ Adaptado por TV Metrópole News

Foto: reprodução

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Close