Caiado nomeia o terceiro secretário de Comunicação de seu governo.

O governador Ronaldo Caiado (DEM) fez nesta quarta-feira (17) mais uma mudança em sua equipe. Ele nomeou o jornalista Tony Carlo Bezerra Coelho secretário de Comunicação e para isso mexeu em outras peças do governo. O titular desta secretaria, Marcos Sérgio Melo Silva, foi remanejado para a chefia de Gabinete da Secretaria Geral da Governadoria, que era ocupada pelo ex-deputado Lyvio Luciano, nomeado assessor especial. As trocas foram publicadas na edição de hoje do Diário Oficial do Estado.

O jornalista Tony Carlo, que era chefe do Gabinete de Imprensa, será o terceiro secretário de Comunicação em pouco menos de um ano e meio da gestão de Caiado. A primeira a ocupar a pasta foi a antropóloga Valéria Torres. Ela ficou até o final de dezembro e foi substituída pelo ex-diretor da TV Record em Goiânia, Marcos Silva, exonerado hoje. O governo não explicou as mudanças. Tony Carlo é muito próximo do governador, pois é seu assessor de imprensa desde que Caiado era deputado federal.

Minirreforma

O governador começou a mexer na equipe por conta do fim do prazo, em 4 de junho, para desincompatibilização de secretários interessados em disputar a eleição municipal. O ex-senador Wilder de Moraes, pré-candidato a prefeito de Goiânia, deixou a Secretaria de Indústria e Comércio (SIC) em 8 de junho e foi substituído interinamente pelo auditor fiscal Adonídio Vieira. Também deixaram os cargos o então presidente da Agência Goiana de Habitação (Agehab), Eurípedes do Carmo; da Companhia de Abastecimento de Goiás (Ceasa), Vanuza Valadares; e seu chefe de Gabinete, Paulo Vitor Avelar para disputarem a eleição para prefeito de Bela Vista, Porangatu e Jaraguá, respectivamente.

Além dessas mudanças, o governo exonerou o chefe da Secretaria Geral da Governadoria, Fábio Cammarota, e nomeou o então secretário de Desenvolvimento e Inovação (Sedi), Adriano da Rocha Lima. A Sedi passou para o comando de Márcio César Pereira, que era subsecretário de Ciência, Tecnologia e Inovação da pasta. Houve também mudança no comando da Agência Brasil Central (ABC).

Saiu José Roberto Borges da Rocha Leão e entrou Sofia Bezerra Coelho da Rocha Lima, mulher do secretário Geral da Governadoria. Vale lembrar que a Secretaria de Segurança Pública está sendo comandada interinamente pelo delegado Alexandre Lourenço, função que acumula com a Superintendência de Combate à Corrupção e ao Crime Organizado. O secretário Rodney Mirada tirou férias de 15 dias enquanto a Polícia Civil investiga denúncia de Jorge Caiado, primo do governador, de que ele estaria grampeando telefones de autoridades e além de envolvimento com supostas fraudes de R$ 1 milhão no Corpo de Bombeiros.

A Companhia de Desenvolvimento de Goiás (Codego) também perdeu seu terceiro presidente. O então presidente Marcos Cabral, que já havia sido secretário de Desenvolvimento Social (Seds), deixou o cargo depois que o jornal O POPULAR revelou que em 20 de abril a Codego fechou um contrato com a empresa ETS, de propriedade de Matheus Henrique Aprígio Ramos, filho de Carlos Augusto de Almeida Ramos, o Carlinhos Cachoeira, apesar de dois pareceres contrários.

O novo presidente da Codego será o empresário Hugo Goldfeld.

Close